Design com tradição

Home  |  Sidearea   |  Blog   |  Design com tradição

Design com tradição

A vila alentejana de Nisa, com os seus cerca de três mil e trezentos habitantes, é popularizada pelo seu artesanato único. Mas, é no Museu do Bordado e do Barro que encontramos a verdadeira explicação para tamanho património, uma vez que é aqui que encontramos a defesa e a promoção do património local manifestada através da olaria pedrada e dos bordados típicos.
O importante é o saber fazer. E ainda há muita gente a fazê-lo. Podem não o fazer diariamente, mas a ideia é que esta tradição não se perca. A missão deste Museu é conservar, investigar e divulgar o património que tem neste processo de fabrico artes tradicionais de reconhecido valor, não só para a população de Nisa, mas para o país em geral.
A tradição vem-se arrastando ao longo do tempo apesar de não haver nada que determine um período mais concreto. Os bordados de Nisa estão muito ligados ao casamento. Logo depois da escola, as mulheres mais velhas lá iam ensinando às mais novas a arte. Ao longo dos anos elas iam bordando o enxoval que depois de completo era vendido. Esse dinheiro depois servia para arranjar uma casa para viver. O bordado era um prazer, mas sem dúvida que também passou a ser uma necessidade. Mas a mudança dos hábitos de vida e a possibilidade de escolaridade obrigatória começou a alterar prioridades e retirou tempo útil para a confeção de laboriosos enxovais, comprometendo todo este processo secular.
A falta de mão de obra foi condicionando a arte que só perdeu por não ser rentável e por enfrentar cada vez mais condicionalismos. Ainda assim, o Museu entendeu manter-se como uma estrutura viva, entendido ainda como um local de aprendizagem, troca de experiências, ideias e conhecimentos que vão mantendo viva esta tradição que por ser cada vez mais rara, vai adquirindo valor acrescentado.

 

(…)
Publicado na DESIGN FOR LIFE #2

PREV

Antarte decora Caléway Hotel

NEXT

Chakall: novo desafio